Crônicas

INSANIDADE

09/04/2017 15:59
                      Imagem:  http://pagrazi.blogspot.com.br/2013/08/14-dicas-para-ter-um-nivel-saudavel-de.html Passar a vida pisando nas outras pessoas, fazendo tudo do seu próprio jeito, tentando levar vantagem em tudo e sobre...

CONFUSÕES DE UM ESCRITOR ACUADO

09/03/2017 17:27
Imagem: http://www.equipealfaconcursos.com.br/blog/2011/09/planejamento-para-a-ida/pensador/   Enquanto o papel em branco em minha frente olha para mim zombeteiro, me desafiando a começar escrever, não sei o que fazer! São tantas as coisas para serem escritas, tantas para serem...

VIDA DE ESCRITOR

09/03/2017 17:23
Escrevendo... Escrevendo... Vive escrevendo e quando cansa, precisa continuar lendo. Lê o que escreve e o que os outros escrevem, procurando inspiração para mais uma de suas produções, sabe que não pode parar. Quem o observa não percebe o que se passa em seu interior, o sangue correndo rápido...

O RUÍDO ENSURDECEDOR DO SILÊNCIO

09/03/2017 17:16
Sim, o silêncio faz ruído... Não estou louco, o silêncio pode se tornar um ruído insuportável! Mas, você pode estar se perguntando: Como o silêncio pode ser tão ensurdecedor? Pode, o silêncio é relaxante, mas, ao mesmo tempo, pode ser desesperador.   O silêncio tranquiliza, descansa,...

FALANDO DE AMOR

09/03/2017 17:13
Uma palavra bonita, amada por muitos, odiada por outros, para alguns, ela é maldita. O amor esse ser enigmático, muitas vezes obscuro, foge enquanto o procuramos e aparece quando não estamos a sua procura. Chega aliviando nossos corações, complicando nossas vidas, pois nem sempre estamos prontos...

A RAINHA E SEUS SÚDITOS

09/03/2017 17:12
Em uma terra distante havia um novo rei que foi coroado pela população que habitava o lugar. Todos ficaram felizes com as novas propostas deste rei que de muito longe veio para governar em favor daqueles humildes súditos. Estas pessoas tinham sofrido muito na mão de seu antigo rei que pensava e...

AMOR E ÓDIO

09/03/2017 17:10
Há uma linha muito tênue entre o amor e o ódio. Do mesmo jeito que amamos, podemos odiar e do mesmo jeito que odiamos, poderemos amar. Quase não há divisão entre eles, ambos são sentimentos de trazem muita intensidade para nossas vidas e quando estamos possuídos por um deles, é muito difícil...

A DIFICIL ARTE DE DEPENDER UNS DOS OUTROS

20160819_104855.jpg (416,3 kB)

Ninguém é uma ilha, dependemos uns dos outros para podermos sobreviver. Somente somos o maior predador e explorador do planeta, por estarmos juntos com outros iguais e cada qual utilizando suas habilidades, uns completando os outros.

 

Não conseguimos fazer tudo sozinho e ninguém é tão inteligente a ponto de não precisar de outras pessoas. Apesar de alguns viverem como se não dependessem de seus semelhantes, alguma hora vai precisar de alguém, terá que descer de seu orgulho e pedir ajuda para quem ele nem olha. Precisamos uns dos outros e ninguém pode mudar esse fato!

 

Porém isso não é fácil na convivência entre seres humanos, uns dependendo dos outros. Isso gera atritos, muitos não estão acostumados trabalhar em equipe e pode tentar ser individualista, onde não precisa. Precisamos sim uns dos outros, mas esse processo não é fácil e nem sempre transcorre sem alguns problemas.

á nascemos com essa difícil arte de depender dos outros. Para nascermos dependemos de um homem e uma mulher, que não saiam e se divirtam somente, mas que também transem. Depois dependemos que o espermatozoide encontre o óvulo, para poder começar uma nova vida.

 

Dependemos que o útero da mulher seja saudável e que consiga manter o feto seguro até o fim de sua completa formação. Depois dependemos dos médicos, parteiras, enfermeiras e demais pessoas para garantir que consigamos nascer com boa saúde e sobreviver ao parto e claro, que nossa mãe consiga fazer a força necessária, para que o bebê possa sair seguro.

 

Depois dependemos de nossos pais, familiares e às vezes de outros profissionais, para aprendermos a dar nossos primeiros passos, alimentos, limpeza e o que mais o nosso corpo necessitar. Com o crescimento de nosso corpo, precisamos da troca constantes de roupas, sapatos e para isso, dependemos de nossos pais.

 

Um pouco maior dependemos novamente que nossos pais nos matricule em uma boa escola e chegando lá, precisamos que os professores nos ensine o que precisamos aprender, para mais tarde podermos continuar a nossa vida, de maneira independente de nossos pais. Essa dependência vai até o fim da adolescência, quando saímos para procurar emprego.

 

Nessa fase dependemos que alguém nos auxilie deixando que consigamos encontrar um emprego, talvez ele será a nossa profissão para o resto da vida. Para isso dependemos de um bom curriculum, uma boa selecionadora que veja potencial em nosso perfil e claro, precisamos que um empresário esteja precisando de um profissional para trabalhar em sua empresa.

 

Crescido e empregado, precisamos de uma mulher que-diga sim para podermos começar uma nova família. Dependemos que os pais delas nos deixe namorar e depois casar. Precisamos que alguém esteja vendendo uma casa em algum lugar e queira fazer negócio conosco, assim também com o carro que pretendemos comprar.

 

Precisamos que alguém plante os alimentos para que tenhamos quantidades disponíveis no mercado quando formos fazer compras. Que alguém tenha confeccionado roupas para que possamos comprar. Enfim, precisamos que alguém esteja disposto a fazer um vestuário, plantar alimento, fabricar uma máquina e muito mais, para que tenhamos disponíveis esses produtos, quando decidirmos comprar.

 

Para nada serviria rios de dinheiro, se não tivéssemos o que comprar. Passamos a vida dependendo uns dos outros, mesmo que não percebamos, dependemos de diversas pessoas durante a nossa vida na terra.

Quando chega o nosso dia e falecemos, dependemos que alguém nos encontre onde nosso corpo tombou, nos lave, vista e depois arrume nosso corpo no caixão, quem tem que estar disponível para esse fim. Depois precisamos que alguém carregue ele até o cemitério, nos dessa até nosso túmulo, onde será nossa última morada.

 

Em nossa memória ainda dependemos que alguém zele por nosso túmulo e não deixe a memória de nossa passagem na terra, se apagar. Desde antes do nosso nascimento até depois da morte, precisamos de nossos semelhantes. Por isso, porque dependemos uns dos outros, devemos todos os dias nos aperfeiçoarmos na difícil, mas obrigatória artede depender dos outros.

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!