A importância do sono

12/06/2016 15:32
Por Sergio Weinfuter
 

    O sono, este agente estranho que sempre nos vence e por incrível que pareça precisamos dele para fazer nosso corpo descansar, preparando-nos para mais um dia de trabalho e quando não conseguimos descansar adequadamente, sentimos que estamos carregando o peso do mundo em nossas costas, resultado de uma noite maldormida, que além de nos deixar péssimos de humor, passamos o resto do dia exaustos.   

   A primeira vista parece exagero e uma noite de insônia não pode mexer tanto com o nosso corpo, mas “A importância do sono nunca foi tão evidente para a ciência! Pesquisadores da DukeNUS (Escola de Graduação Médica de Singapura) concluíram que quanto menos adultos mais velhos dormem, mais rápido seus cérebros envelhecem.” (Norminha, 2016 p. 06).  

   Esta pesquisa começou quase por acaso “Eles queriam estudar o alargamento do ventrículo cerebral.” Mas no decorrer da pesquisa os pesquisadores verificaram que  “O alargamento rápido do ventrículo é um marcador de declínio cognitivo e do desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, mas os efeitos do sono sobre este marcador nunca tinham sido medidos.” (Norminha, 2016 p. 06). 

   Este estudo foi realizado na China e […] “analisou os dados de 66 adultos mais velhos chineses.” Para medições precisas “Os participantes passaram por exames cerebrais de ressonância magnética estrutural para medir o volume do seu cérebro e por avaliações neuropsicológicas para testar sua função cognitiva a cada dois anos.” (Norminha, 2016 p. 06).  

   Para complementar o monitoramento dos participantes da pesquisa  [...] “a duração do sono de cada um foi registrada através de um questionário.” Ficou evidente com este acompanhamento que “Aqueles que dormiam menos horas mostraram evidências de rápido aumento do ventrículo, e consequentemente declínio no desempenho cognitivo.” (Norminha, 2016 p. 06). 

   Segundo comentário da Dra. June Lo&, principal autora dessa pesquisa  “Nossos resultados relacionam sono curto como um marcador do envelhecimento do cérebro” Para quem acredita que quando dorme está perdendo um tempo precioso, fica evidente o quanto está errado e quanto está perdendo em não ter uma boa noite de sono. 

   Nosso corpo precisa uma noite de sono bem aproveitada para conseguir trabalhar melhor no outro dia e com a falta dele, nosso corpo sofre. “Outros estudos já mostraram que falta de sono na infância pode atrasar a puberdade, e que o sono é essencial para fixar nossa memória (e com isso consolidar aprendizados). Além disso, más noites de sono nos levam a comer mais e pioram nosso humor.” (Norminha, 2016 p. 06). Claro que não é um bom negócio viver desta forma e cada vez fica mais evidente.   

   Para outros pesquisadores que realizaram renomadas pesquisas anteriores a essa, já haviam descoberto que […] “dormir bem pode ajudar a manter o cérebro saudável.” Com a nova pesquisa, mais do que nunca ficou constatado que eles estavam corretos. Para o professor Michael Chee, que também participou do estudo “O trabalho realizado sugere que cerca de 7 horas de sono por dia para os adultos parece ser o ideal para um ótimo desempenho em testes cognitivos. Nos próximos anos, esperamos determinar o que é bom para saúde cardiometabólica a longo prazo também”, acrescentou o professor. (Norminha, 2016 p. 06). 

   De uma vez por todas fica cada dia mais notório que para mantermos o nosso cérebro saudável, 

em pleno funcionamento e evitarmos o envelhecimento precoce dele, precisamos dormir bem e tranquilos. Em noites maldormidas não perdemos somente o nosso sono, nosso humor ou a nossa paciência, também perdemos a nossa saúde. 

 

 

Para saber mais:

… Quanto menos você dorme, mais rápido seu cérebro envelhece. Norminha ano 08 N° 365 p.08. 2016. São Paulo S/P. 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!