Até o céu chorou!

04/12/2016 14:44

Por sergio Weinfuter

“Tenho o direito de chorar, por isso chove tanto na terra do índio condá!” Com essa frase o prefeito da cidade de Chapecó no estado de Santa Catarina Sr. Luciano Buligan, iniciou o seu discurso na homenagem ao time da Chapecoense e demais acompanhantes, que foram vitima fatais em um terrível acidente aéreo na madrugada da última terça-feira dia 29/11/2016 em Medellin na Colombia.

A frase do prefeito não poderia ser mais oportuna, todo o dia desse sábado (03/12/2016) foi de chuva torrencial em Chapecó. Enquanto todos acompanhavam a chegada do triste cortejo a cidade, quanto mais se aproximavam dela, mais chovia.

Com o coração apertado e os olhos lacrimejados não podia acreditar na cena que via. Um cortejo não trazendo um caixão, mas cinquenta, não era a morte de uma pessoa, mas de cinquenta seres humanos.

Triste fim de um time que fez alegria de sua torcida e saiu confiante para mais uma partida, sem saber que seu fim estava próximo.

Nas imagens vinculadas pela mídia, as faces das pessoas que acompanhavam a cerimonia, dizia tudo. Quando as palavras faltavam, abraçavam-se umas as outras, procurando consolo.

Foram-se os guerreiros chapecoenses, saíram de uma linda história de superação na terra, para ganhar seu lugar junto as estrelas do firmamento.

Para a família, amigos e torcedores não ficou somente a saudade, mas também a certeza que nunca serão esquecidos. Seus nomes já estão na memória dos torcedores, não somente da Chapecoense, mas de todos que presenciaram as belas atuações dessa equipe.

Tentavam fazer história e viraram lendas! Tombaram em uma batalha perdida para o destino, onde travaram seu último combate pela vida e perderam. Nunca serão esquecidos, afinal em seu velório, o último dia de seu corpo na terra, até o céu chorou!

Para os que ficaram é mais um capítulo de uma linda história que se encerra, mas não é o fim esse último adeus. A esperança se renova e com certeza aumenta a força e a vontade de continuar a viver.

A força incrível que eles demonstraram fazem dos seus nomes uma bandeira de paz e esperança para quem vive sem amor pensando em vingança.

Esses guerreiros partiram muito cedo, mas seus nomes ficará na memória de todos que presenciaram esse acontecimento, até morrer, nunca esquecerão o que viram.

Em apenas um dia o mundo cobriu-se de verde e branco, o manto sagrado da Chapecoense, todos tristes por seus filhos estarem ausentes, mas no coração e na mente, eles sempre estarão presentes.

#FORÇA CHAPE


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!