Gladiadores portugueses

23/07/2016 16:14
 
Por Sergio Weinfuter
 

  Para quem assistiu a final da Eurocopa (2016) que foi disputada no domingo dia 10 de julho pode contemplar mais que uma partida de futebol. Foi a luta do gigante Golias, contra o atrevido Davi que não se abalou com sua inferioridade, mesmo tendo consciência dela. 

  O time português sabia de antemão que era inferior ao poderoso time Francês que ainda jogava em sua casa. Em seu discurso antes da partida os jogadores portugueses falavam que tinham um grande jogador com eles e contavam com ele para desequilibrar a partida a favor de Portugal. Sem ele teriam poucas chances de serem campeões, diziam.    

  Mas quem busca, procura, quase sempre é recompensado e mais uma vez ficou provado que com trabalho e dedicação, podemos conseguir o que quisermos, mesmo que tudo pareça estar contra nosso objetivo. O segredo é acreditar! 

  Os portugueses tiveram uma amarga lição, quando perderam a mesma Eurocopa em 2006, jogando em casa, contra uma frágil Grécia que mesmo assim se mostrou superior e levantou a taça em solo Português. Tinham tudo para serem campeões naquele ano, mas não conseguiram e deixaram o título escapar entre seus dedos. 

  Nos primeiros momentos do jogo tudo seguia conforme o planejado, a França acostumada a ganhar tudo em casa, atacava e os portugueses contra atacavam, mas priorizavam a posse de bola. Porém outra vez o inusitado acontece, aos vinte minutos do primeiro tempo Cristiano Ronaldo, um dos melhores jogadores da atualidade, sente uma contusão e tem que ser substituído.  

  Em prantos sai o jogador de campo na maca aplaudido em pé até pela torcida rival, mas para o time de Portugal poderia ser o fim do sonho de ser campeão. O maior jogador, seu ídolo saiu de campo e agora o homem que tinha toda confiança deles, não poderia desequilibrar a partida em favor de seu país.    

  Por alguns momentos a tristeza reinou no gramado, parecia que novamente o pesadelo de 2006 se repetiria, mas logo isso foi substituído por uma motivação maior, uma motivação que os jogadores portugueses não haviam mostrado até então sem seu ídolo em campo.  

  Armados com o espírito de verdadeiros guerreiros medievais, verdadeiros gladiadores portugueses, continuaram a resistir o adversário, tirando todas as bolas alçadas em sua área e levando perigo nos contra-ataques, muitas vezes obrigando o goleiro Francês a realizar boas defesas.   

  Mesmo sabendo de sua inferioridade contra os donos da casa o time Português continuou a jogar com cuidado e no inicio do segundo tempo da prorrogação, venho a recompensa. Um gol salvador, um gol que daria o título ao time mais inferior, o time que tinha perdido esse título em sua própria casa, um time que tinha visto seu melhor jogador sair de maca, agora era recompensado por toda sua luta, sua bravura. 

  Com o apito final do juiz a batalha foi encerrada e a festa havia começado. Tanto em Portugal como no estádio Francês a festa estava longe de acabar. No fim do jogo vários jogadores do time Português estavam passando mal, com náuseas, caibras, tudo devido ao grande esforço que fizeram em campo, mas no fim venho a coroação, pela primeira vez na história Portugal campeão da Eurocopa.   

  Diante de uma seleção francesa atônita, calaram a voz da torcida adversária e agora era sua vez de gritar para o mundo que tinham sido campeões. Não foi vergonhoso reconhecer que eram um time inferior ao time Francês, pelo contrário, isso mostrou força, mostrou garra, mostrou sua coragem.   

  O confronto foi contra uma poderosa França, dentro de seu território, que estava acostumada a ganhar tudo em seus domínios, mas não resistiu a armada portuguesa, sendo derrotada em sua própria casa. 

  Para quem diz que o esporte nada ensina, fica uma lição de tirar o folego, uma lição de otimismo, uma lição de motivação. Cabe a todos seguirem o exemplo da seleção Portuguesa, nunca abaixar sua cabeça, mesmo que tudo pareça perdido, no fim poderá estar sua vitória, a taça de sua conquista esperando e somente conseguirão tê-la, os que não desistirem no meio do caminho.

 

Parabéns Portugal, parabéns seleção portuguesa!

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!