O CIRCO DO IMPEACHMENT

22/04/2016 17:57
Por Sergio Weinfuter
 

   Em uma democracia funcional o impeachment de um presidente deveria ser uma coisa séria, uma coisa com que os cidadãos tratariam com todo respeito, seguindo os políticos seus representantes. Mas o que se viu na votação na câmara dos deputados no último domingo (17/04/2016) foi uma vergonha, um desrespeito ao povo brasileiro, montaram um circo e encheram de palhaços para divertir a nação.   

   A coisa foi tratada com tanto desrespeito e falta de profissionalismo, que nas redes sociais pululam ainda hoje vídeos e comentários sobre o processo de votação do impeachment da presidente Dilma Rousselff, satirizando a forma em que foi realizada a votação e muitos deputados acreditavam estar em um palaque de campanha e tinham que fazer um discurso inflamado, antes de dizer um simples “sim” ou “não”, sem falar os que ficaram em cima do muro e se abstiveram da votação, estes nem mereciam estar onde estão.    

  Uma coisa ficou bem clara, como estamos mal representados pelos nossos políticos, muitos dos que estavam votando também estão com problemas na justiça. Com o avanço das investigações da lava jato, muitos parlamentares estão se complicando, tendo que explicar a justiça muitas coisas que em sua maioria não há explicação.   

  Assim como foi a eleição para presidente da república que culminou com mais um mandato da presidente Dilma, também nessa votação viu-se um país dividido. Partidos políticos que a pouco tempo eram aliados da oposição agora fazem coro com o governo, em busca de seu lugar ao sol. Não importa com quem fazem aliança, contanto que continuem no planalto.    

  Tivemos que ouvir os representantes do Partido dos Trabalhadores (PT) reclamarem que estavam sendo vítimas de um golpe, que a presidente nada fez para que fosse necessário tal votação, sem falar nos xingamentos e acusações de ambas as partes, umas defendendo o impeachment outros alegando ser um golpe a democracia, gritado a plenos pulmões que não haveria golpe.   

  Não sei qual foi a base para falarem em golpe ao partido, golpe a democracia, pois para ser um golpe, teriam saído a força, jamais teriam utilizado o voto, um dos maiores representantes da democracia, onde indivíduos contrário ou a favor, tem os mesmos direitos de se manifestar.      

  Também os petistas e seus asseclas não estavam totalmente errados quando diziam que não haveria golpe, não há mais o que derrubar, eles já fizeram tudo. Nossa segurança está em frangalhos e nunca se viu tantos crimes sem castigo, tantos bandidos sem punição e tantas pessoas escondidas atrás dos muros de suas casas e as ruas invadidas por bandidos de todas as espécies.   

  Nunca se viu um sistema de saúde andar tão lentamente, oferecendo uma ajuda tão precária a tanta gente. Pessoas doentes nunca são atendidos e quando são, ficam muitos meses a espera do exame necessários e quando ele chega, a pessoa já está morta ou morrendo. Casos de pessoas falecidas sendo chamadas para fazerem os exames que necessitavam, vem se repetindo constantemente.   

  O dinheiro cada dia mais escasso, o pagamento do trabalhador assalariado não tem mais poder de compra e com a alta de luz, água, combustível e a sesta básica, levam a inflação as alturas, fazendo o poder de compra do trabalhador, diminuir a cada dia que passa.  

  Empregos também diminuem todos os dias aumentando a massa de trabalhadores desempregados, sem condições de alimentar sua família, sem condições de pagar suas dividas, aumentando a massa de inadimplentes. Para um governo que se autointitula “dos trabalhadores” está longe de sua ideologia, a não ser, que o governo pense que esmolas fazem ele ser um governo popular, um governos diferenciado, um governo que cuida dos trabalhadores.   

  A revolta fica pior quando ouvimos relatados nos meios de comunicação das conclusões sobre as investigações da Polícia Federal, dizendo que foram desviados milhões de um lado, milhões de outro lado e ninguém sabe para onde foi este dinheiro.  Golpe contra o governo não haverá, porque já houve um golpe do governo contra o povo, assaltaram os cofres públicos, falindo as finanças do país deixando os trabalhadores doentes morrendo nas filas de espera dos hospitais, a procura de ajuda.  

  Agora, manter-se no poder é outra história e pelo andar da carruagem parece que seus dias estão contados. Parafraseando os deputados em sua votação também dizemos que para o bem da nação, o bem de nosso suado dinheiro, para o bem de nossa família, para o bem do nosso emprego, voto sim ao impeachment e que Deus tenha piedade dos nossos políticos, se eles merecerem!

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!